Skip to content

Era meu esse Rosto no Jornal Gazeta do Sul – by Cassionei Petry

9 de janeiro de 2013

Gazeta do Sul – QUARTA-FEIRA, JANEIRO 09, 2013

No Traçando Livros de hoje, Marcia Tiburi – Por Cassionei Petry

Primeiro Traçando Livros do ano, minha coluna quinzenal no caderno Mix do jornal Gazeta do Sul. Na sexta, posto uma imagem melhor da página:
http://www.gaz.com.br/gazetadosul/noticia/386817-v_de_verdade/edicao:2013-01-09.html

V de Verdade

Dia desses, em um banco, não consegui provar que eu sou eu mesmo. Minha assinatura já não é mais tão parecida com a que consta na carteira de identidade. O atendente dizia que a atual tem alguns riscos a mais. E tem realmente. Esta traça que vos escreve já não possui os mesmos traços de quinze anos atrás. A mão já não segura a caneta da mesma forma, talvez por usar mais as teclas do computador. Tracei outros caminhos na minha vida e isso está estampado nos traços da minha assinatura. O documento também está gasto, o plástico se rasgando, carcomido. E a foto revela um rosto um pouco diferente, os traços do jovem cedendo lugar a traços mais envelhecidos. Mas era meu esse rosto.

Enquanto aguardava ser atendido, lia o mais recente romance de Marcia Tiburi, cujo título, Era meu esse rosto (Record, 208 páginas), tinha direta relação com aquele momento. E depois, esperando o atendente levar os documentos para seu superior conferir, me identifiquei com a criança da capa, que põe a mão no rosto e vê o seu reflexo na água, parecendo desconsolada, como se questionasse “será que esse sou eu mesmo?” As reflexões da escritora e filósofa reúnem uma prosa poética e filosófica, emoção e razão traçando dúvidas sobre quem somos.

A consoante V é uma das chaves para compreender a narrativa. A história parte de um ponto, o protagonista, e se divide em duas partes, como os traços que formam a letra V. No Vai e Vem do tempo, entre a infância e a idade adulta do protagonista, há uma Viagem interior, tanto geográfica quanto sentimental, em que ele rememora seu passado, quando tinha sete anos, na cidade gaúcha denominada no enredo apenas com a inicial V. Há aqui a figura forte de seu aVô, “tonto da razão compreensiva das coisas”, representando a Velhice, fechando-se assim as três fases da Vida. Em alguns momentos é a infância do nonno que aparece, confundindo-se com a do próprio narrador.

Entre parênteses, para marcar o outro Vértice do tempo, o narrador, já adulto e trabalhando como fotógrafo, conta sobre sua Visita a uma cidade italiana também chamada V, cuja descrição nos faz pensar que é a turística Veneza. “Entro na cidade de brinquedo fotografando o píer sobre o qual caminho cercado de botes e gôndolas, gente com malas e máquinas de fotografar como eu.” Vai buscar as origens da sua família, a Verdade sobre seu aVô e, por conseguinte, sobre ele mesmo.

Além da Vida que precisa ser compreendida, a morte é uma presença constante emEra meu esse rosto. O menino perde tios, avós, pai, mãe, irmãos, “sei desde sempre que é a morte que se repete”. As duas linhas que formam o V são Vistas agora ao contrário, são dois pontos que convergem para um só. “A vida é gêmea da morte”, diz o avô.

A prosa de Marcia Tiburi é imagética. Não por acaso o protagonista é um fotógrafo, que procura nas imagens as respostas para suas dúvidas existenciais. “Procurei fotografias, encontrei imagens fossilizadas de um passado que ficou sem narrativa”. O rosto que Vê, a Verdade que encontra, parece com o de um brinquedo abandonado por suas irmãs, uma “boneca de louça de roupas carcomidas pelas traças e já sem olhos.”

 Cassionei Niches Petry é mestrando em Letras e escritor, autor de Arranhões e outras feridas (Editora Multifoco). Escreve quinzenalmente para o Mix e mantém um blog, cassionei.blogspot.com. Promete atualizar seus documentos para provar que ele é ele mesmo.
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: