Skip to content

Arte de rua, arte de todo dia: uma reflexão sobre a expressão humana e a vida

6 de fevereiro de 2013

Texto que sai no material que o SENAC Jabaquara produziu oara o dia de hoje no evento que temos por lá hoje: http://www.sp.senac.br/jsp/default.jsp?newsID=DYNAMIC%2Coracle.br.dataservers.ContentEventDataServer18%2CselectEvent&template=946.dwt&event=1542

 

Se a arte contemporânea confundiu a cabeça de muita gente, por outro lado, provocou mudanças na sensibilidade e na mentalidade de uma época. O nosso modo de ver a arte hoje deriva de uma experiência histórica. Mas é verdade também que muitas vezes não temos experiência nenhuma com a arte. O tipo de educação que recebemos, a própria desvalorização das artes em geral no âmbito da cultura, a hipervalorização do dinheiro e do poder econômico em detrimento das relações sociais e do sentido da vida em sociedade, tudo isso contribui para nos afastar da arte. Ao mesmo tempo, a arte da qual nos afastamos é o caminho para mudanças sociais importantes. Se há uma função social da arte, ela é estética: abrir os olhos e as perspectivas pela mudança dos afetos. Mas é também política: permitir que as pessoas se expressem livremente por meio de sua imaginação estética. A expressão é um direito. E sem ela não é possível sustentar uma democracia.

Arte de rua é uma classificação usada por artistas e estudiosos, mas é sobretudo parte da experiência vivida de muita gente. No cotidiano das pessoas, a arte de rua é a forma de expressão que pega diariamente as pessoas de surpresa. Quem vive nas metrópoles, anda pelas ruas, espera um ônibus ou segue a pé pelas avenidas, se depara constantemente com intervenções que vão de desenhos coloridos até esculturas, de performances corporais até conceituais.

Muitas vezes é difícil entender ou até mesmo perceber a arte. Mas ela sempre interpela quem dela se aproxima. Isso quer dizer que ela sempre nos faz alguma pergunta. Seguimos sem resposta, muitas vezes pensando que o problema da arte é dos críticos, dos professores, dos artistas. Muitos de nós, mais curiosos, nos perguntamos se há algum significado no que está exposto por aí. Pode não haver um único significado, mas o que importa é que, perguntando sobre o que pode significar o que vemos, temos a chance de estabelecer uma relação com aquilo que nos é mostrado. Não apenas a obra de arte, mas também a cidade onde ela aparece e que, por incrível que possa parecer, muitas vezes esquecemos. E essa experiência com a arte na cidade é sempre transformadora para a arte e para a cidade.

Em uma época em que a experiência sensível está esmagada pela industrialização da cultura, pelo achatamento da sensibilidade, a arte de rua é um convite democrático à reflexão sobre nossas próprias emoções, pelo nosso modo de sentir e ver o mundo ao nosso redor. E é um chamado à expressão própria, pois a rua é de cada um e de todos nós. A cidade é nossa e a arte nos faz lembrar de que todos somos responsáveis por ela.

Coruja do Binho Ribeiro que faz parte do acervo do SENAC JABAQUARA

Coruja do Binho Ribeiro que faz parte do acervo do SENAC JABAQUARA

 

3 Comentários leave one →
  1. 6 de fevereiro de 2013 8:26 am

    Que ótimas palavras, Márcia. Que bom seria retomarmos a experiência do sensível e tornar a vida realmente significativa.

  2. 14 de fevereiro de 2013 8:32 am

    É como diz o grande Bituca: “Todo artista tem de ir aonde o povo está”. E que arte segue mais esta premissa que a arte de rua? Adoro também ouvir os músicos de rua, eles têm muita coisa a nos mostrar além de toda esta alienação em que vivemos!

  3. ronice tavares machado permalink
    15 de março de 2013 3:16 pm

    Admiro pessoas que escrevem com reponsabilidade, o texto é ebjetivo e diz o que se quer dizer. E todos nós somos mesmo responsáveis por ela.(ARTE), Márca com muita propriedade e saberdoria, você diz que se há uma função social da arte, esta é estética e política. Concordo em Verso e Prosa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: