Skip to content

O Manto – Ornitomance das Berenices

26 de setembro de 2013

A título de brincadeira e experimento espaço-literário, a partir de hoje passo a recriar aqui no blog o meu romance O Manto – Ornitomance das Berenices, publicado em 2009 pela editora Record. A ideia surgiu ontem na mesa “140 caracteres ou 410 páginas: literatura, redes sociais e futuro” no encontro Media Social Week. A mesa foi uma conversa muito proveitosa com o José Luiz Goldfarb, a Mona Dorf e a Clara Averbuck:  http://socialmediaweek.org/saopaulo/events/?id=108627#.UkSy9hbDIhR

Durante a mesa falei que iria publicar todo o meu romance O Manto no Twitter. Depois pensei, demoraria muito tempo e só o que eu conseguiria com isso era entrar npro Guinness, o que não me interessa nem um pouco. A ideia melhorou de ontem pra hoje (nada como um travesseiro para repousar os pensamentos) e resolvi fazer algo mais interessante: entrelaçar o meu pesado livro de 623 páginas com o espaço curto do twitter, mas usando o blog pra recriar trechos. Aos leitores, gostaria de dizer que o romance é altamente hipertextual e que vou brincar com esta estrutura aberta. E tem a parte do leitor também, peraí…

O processo de hoje em diante (e sem data para acabar) será o seguinte:  Vou publicar aqui no blog um trecho do romance e usar “capítulos” no Twitter quando for o caso, considerando que o romance é cheio de capítulos curtos que valem como frases. De certo modo, apesar das 623 páginas no fim da editoração, ele poderia ter sido escrito todo via Twitter. Como qualquer livro. Mas ao mesmo tempo, vou recriar frases no Twitter, pois seria chatíssimo ficar  só colocando as frases. Evidentemente, relê-lo me dá vontade de recriá-lo.

Não sei se me faço entender, mas aí já vai o prólogo na forma de verbete (é a chave pra entender o livro) e, na sequência, a intervenção no Twitter. Quem quiser ajudar a brincar e recriar o texto, só me mandar um texto em 140 caracteres continuando a histórias que eu publico no Twitter com a #omanto. Tudo o que se acumular entra em alguma futura edição. E O manto – ornitomance das Berenices realizará seu sonho interno de ser infinito no tempo, no espaço e no sonho coletivo.

 

o manto alta

O Manto

Ornitomance das Berenices

 

 

O Manto – Ornitomance das Berenices, s.m. 1 romance em duas partes: um Livro na Claridade ou Livro da Trama, em 9 fitas transcritas, enumeradas com a letra T, e um Livro à noite também chamado Omanto – Livro da Urdidura feito de palavras em chiaroscuro, composto de fios, ao todo 9 nomeados com a letra U. As duas partes se separam e reúnem como fita e linha entrelaçadas por um fio vermelho à guisa de prólogo composto de 100/cem/sem parágrafos. Cada uma das partes pode ser lida separadamente, assim como cada capítulo, frase ou mesmo letra, no entanto, o leitor saberá tirar proveito das conexões que fizer entre os elementos. A leitura conjunta ou simultânea das três partes favorecerá o reconhecimento de recortes e retalhos que apenas o leitor poderá costurar. Deixa-se a agulha tanto quanto a tesoura em suas mãos como um dia se as deixou a Deusivenatura que entorpecido com a mística das potências da criação criou o real-fantástico ornitorrinco. Na contramão das regras, que o leitor entrelace fios e fitas, encontre direito e avesso, a metafísica e a vida que se explicam por si mesmas.

 

 

5 Comentários leave one →
  1. paula assumpção permalink
    26 de setembro de 2013 8:19 pm

    vc é sensacional graças a vc o mundo é um lugar melhor, eu sou apaixonada por vc, Parabéns, se eu fosse sua mãe ia ser a mais orgulhosa do mundo, obrigada por existir paula

  2. 26 de setembro de 2013 10:12 pm

    incrível! depois de superar o término de a mulher de costas nunca consegui seguir com o manto. minha chance, tenho a chave!

  3. 27 de setembro de 2013 5:30 pm

    TV, Twitter, Tesão, tudo isso distrai a gente de pensar, porque pensar doi! Pensa…
    Benditos seriam os que não pensassem!
    Quem sabe os deuses?
    Se é que existem sem o pensar da nossa estima.

    Abraços!

    Patrícia

  4. 30 de setembro de 2013 8:19 am

    Achei interessante. Mas, como não tenho twiiter vou acompanhar por aqui. O livro está disponível nas livrarias?

    • 30 de setembro de 2013 9:00 pm

      Sim, Carol, é uma publicação de 2009. Fácil de achar na Cultura, na Saraiva. eu acho. Obrigada pelo interesse.
      bjs
      Marcia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: